Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (77)3628-2306

Encontre o que deseja

NO AR

Playlist Moderna

    Saúde

Últimas notícias de coronavírus de 2 de abril

Publicada em 02/04/20 as 12:36h por G1 - 35 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Rádio Moderna FM)
O número de mortos por Covid-19 nos Estados Unidos já é maior do que 5.000 nesta quinta-feira (2) , segundo contagem realizada pela Universidade Johns Hopkins. Por volta das 23h35 (de Brasília) da última quarta, a quantidade de vítimas fatais estava em 5.116, enquanto o total de casos confirmados chegou a 215.417 em todo país.

O comandante das Forças dos EUA na Coreia do Sul, o general Robert Abrams, declarou ser "impossível" que o país não tenha nenhum registro de Covid-19. "Quantos? Não sei dizer, mas sei por suas ações que, por cerca de 30 dias em fevereiro e no início de março, que seus militares estavam trancados e eles usaram métodos draconianos nas passagens de fronteira e nas formações”, afirmou.

As últimas notícias desta quinta-feira:
Espanha registra mais de 10 mil mortes por Covid-19
Mundo se aproxima de 1 milhão de casos em registros oficiais
Na Europa, já foram registrados mais de 500 mil casos de coronavírus
Mais de mil mortos pela doença na Bélgica
Primeiro-ministro de Israel volta para auto-isolamento
Presidente das Filipinas autoriza tiros em quem furar o isolamento
Alemanha vai mobilizar 15 mil soldados para ajudar em serviços essenciais
Mais de 500 mortes registradas no Reino Unido nas últimas 24 horas
Suécia transforma comissários de bordo em enfermeiros
Putin diz que russos devem se abster do trabalho durante abril
Ministério da Saúde convoca profissionais para capacitação emergencial
Em comunicado divulgado em seu site oficial, a Organização Mundial de Saúde (OMS) voltou a reforçar a necessidade de isolamento social para combater o novo coronavírus, além de medidas de higiene. A OMS também pediu aos governantes que disponibilizem estações de higiene em áreas mais pobres, onde não há água e álcool em gel.

O mundo deve atingir nas próximas 24 horas um milhão de contaminados em registros oficiais. Em atualização das 12h30, a universidade Johns Hopkings contabilizou mais de 962 mil contaminados e mais de 49 mil mortos pelo mundo. Mais de 202 mil pessoas se recuperaram da Covid-19.

Na Espanha
A Espanha já teve mais de 110 mil confirmações de infecção pelo novo coronavírus e mais de 10 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia. Desde 14 de março, os espanhóis enfrentam estritas regras de confinamento, o que provocou uma retração da atividade econômica.

O país registrou em março 302.265 novos desempregados, em consequência do impacto da crise de saúde provocada pela pandemia. Este é aumento mais expressivo já registrado nas estatísticas de desemprego, de acordo com a imprensa espanhola.

Profissionais da saúde recebem aplausos em hospital e retribuem as palmas em Madri, na Espanha — Foto: Manu Fernandez/AP PhotoProfissionais da saúde recebem aplausos em hospital e retribuem as palmas em Madri, na Espanha — Foto: Manu Fernandez/AP Photo
Profissionais da saúde recebem aplausos em hospital e retribuem as palmas em Madri, na Espanha — Foto: Manu Fernandez/AP Photo

Pelo mundo
Documentos mostram que os governos da União Europeia podem ter piorado a situação de falta de máscaras e equipamentos médicos superestimando suas respectivas capacidades de resposta. Os países membros perceberam a gravidade da Covid-19 em março e, ao invés de se concentrarem em ações conjuntas, muitos recorreram à medidas protecionistas, levantando barreiras comerciais para impedir a exportação de equipamentos médicos para seus vizinhos.

No continente europeu, foram registrados mais de 500 mil casos de contágio do novo coronavírus, de acordo com a AFP. São mais de 34 mil mortos na região, principalmente em Itália e Espanha.

O governo da França está preparado para dar suporte à Air France KLM, a fim de manter intacta a transportadora aérea franco-holandesa, de acordo com o ministro das finanças francês, que rejeitou a possibilidade de um desmembramento.

Presidente da Rússia, Vladimir Putin decidiu hoje que os russos deverão se abster do trabalho durante todo o mês de abril. O líder também assegurou que será um período de licença remunerada, tratando-se de uma medida necessária para conter a disseminação do coronavírus no país.

O número de mortes no Reino Unido aumentou em 569 nas útlimas 24 horas, de acordo com o último boletim do departamento de saúde local. O total de mortos chega a 2.921 pessoas. São 33.718 testes positivos em 163.194 submetidos ao exame para detectar a presença do novo coronavírus.

O Paquistão e Alemanha anunciaram o prolongamento das medidas de isolamento. Em território alemão, a medida vai até 19 de abril. Já o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, voltou a se isolar depois que seu ministro da Saúde foi diagnosticado com coronavírus.

As forças armadas da Alemanha vão mobilizar 15 mil soldados a partir de sexta-feira para apoiar as autoridades regionais no combate à Covid-19. Os soldados serão usados para proteger a infraestrutura crítica (artigos e serviços essensciais para o funcionamento da sociedade), distribuir equipamentos médicos e montar hospitais improvisados.

A ministra da defesa alemã, Annegret Kramp-Karrenbauer, disse que essa é a primeira vez que um contingente deste porte é destacado dessa maneira. Em entrevista à agência estatal ARD, ela chamou a luta contra o coronavírus de "maratona". O uso da força militar na Alemanha é considerada uma questão delicada e usada em situações extremas da constituição democrática do país no pós-guerra.

Mais de mil pessoas morreram em consequência do coronavírus na Bélgica, um balanço que dobrou em três dias neste reino europeu de 11,4 milhões de habitantes, anunciaram as autoridades de saúde. A Bélgica registra 1.011 óbitos desde o início da pandemia, com 15.348 casos de contágio.

Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte disse em discurso televisionado que deu ordens para policiais e militares atirarem em quem estiver atrapalhando furando o isolamento social. "Está entendido? Morto! Em vez de causar problemas, eu vou enterrá-lo", disse em um dos trechos e ainda afirmou que o abuso de trabalhadores médicos é crime grave e não será tolerado. O presidente é conhecido por fazer declarações fortes para enfatizar seus argumentos.

A partir desta quinta, o primeiro grupo de comissários treinados de forma intensiva na Suécia entra na linha de frente de combate à Covid-19, a fim de reduzir a sobrecarga de médicos e enfermeiros no país. A expectativa é de que mais de mil funcionários da SAS irão aderir ao programa de treinamento, oferecido gratuitamente em Estocolmo na Universidade Sophiahemmet.

No Brasil
O Ministério da Saúde publicou uma portaria que convoca cerca de 15 categorias da área da saúde para realizar capacitação, em caráter emergencial, para trabalhar pelo Sistema Único de Saúde, SUS, no combate ao coronavírus. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União. Médicos e enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais e até veterinários e profissionais de educação física foram convocados.






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (77)3628-2306

Visitas: 16496 |  Usuários Online: 15

Moderna FM 92.1 - Todos os ritmos, uma só rádio! - Todos os direitos reservados