Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (77)3628-2306

Encontre o que deseja

NO AR

Jornal Hora 8 Notícias

    Economia

Últimas notícias sobre os mercados em 23 de março

Publicada em 23/03/20 as 13:58h por G1 - 3 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Rádio Moderna FM)
As bolsas europeias operam novamente em baixa nesta segunda-feira (23), em meio ao avanço do número de mortes provocadas pelo coronavírus e com vários países ampliando medidas restritivas para tentar frear a propagação da pandemia de coronavírus.

As bolsas asiáticas fecharam em queda, com os índices acionários da China recuando ao nível mais baixo em 13 meses. Nos EUA, os índice futuros também apontava para mais uma sessão de perdas.

Também pesava nos mercados o fracasso no domingo do Congresso dos EUA de aprovar um plano para mobilizar cerca de US$ 2 trilhões de dólares para apoiar a economia norte-americana. Apesar das intensas negociações, republicanos e democratas não chegaram a um acordo na primeira votação.

Veja os principais destaques do dia:
Dólar: opera em alta de 1,84%, a R$ 5,1187
Bovespa: opera em queda de 4,29%
Bolsa de Nova York (Dow Jones): opera em queda de 1,40%
Bolsa de Londres: opera em queda de 4,34%
Bolsa de Frankfurt: queda de 2,23%
Bolsa de Paris: queda de 3,74%
Bolsa de Madri: queda de 4,07%
Petróleo WTI: opera em queda de 2,78%, a US$ 22,00
Petróleo Brent: opera em queda de 5,71%, a US$ 25,44
Bolsa de Tóquio: fechou em alta de 2,02%
Bolsa de Xangai: fechou em queda de 3,11%
Bolsa de Seul: fechou em queda de 5,34%
Bolsa de Cingapura: fechou em queda de 7,35%
Bolsa de Sydney: fechou em queda de 5,62%
Atualizado às 13h51

Últimos destaques
O Banco Central anunciou novas medidas para injetar recursos no sistema financeiro que aumentam os recursos liberados para os bancos. Se forem consideradas medidas já adotadas, as anunciadas e outras ainda em estudo impacto potencial de injeção de valores no mercado financeiro seria de de R$ 1,216 trilhão.
Nos Estados Unidos, o Federal Reserve adotou uma série de programas para compensar as "graves perturbações" na economia, apoiando uma gama sem precedentes de crédito para famílias, pequenas empresas e grandes empregadores.
O vice-presidente do Banco Central Europeu, Luis de Guindos, afirmou que o impacto do surto de coronavírus colocará a Europa em recessão, mas deve ser transitória e a região deve voltar a ter um crescimento positivo do PIB no segundo semestre.
Para Angel Gurría, secretário-geral da OCDE, o choque econômico já é maior do que a crise financeira de 2008 ou a de 2001, e a economia global vai sofrer anos até se recuperar do impacto da pandemia de coronavírus.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (77)3628-2306

Visitas: 7190 |  Usuários Online: 11

Moderna FM 92.1 - Todos os ritmos, uma só rádio! - Todos os direitos reservados